Woro2k releva que a Monte faturou US$ 200 mil com Major de Paris diz ser contra russos em competições de CS

A visão de Woro2k sobre os jogadores russos no competitivo de CS

O jogador da equipe Monte, Vladimir “Woro2k” Veletniuk, esteve recentemente em um vídeo de entrevista com Alexey “yXo” Maletsky. Durante a conversa, abordaram diversos tópicos importantes, como o faturamento da organização durante o Major de Paris e a questão da tolerância em relação aos jogadores russos.

Inicialmente, uma das perguntas foi sobre a vida pessoal de Woro2k, e ele compartilhou como conheceu o Counter-Strike. Ele mencionou que começou a jogar quando ainda estava na 5ª ou 6ª série. “Percebi que havia torneios. Joguei em um servidor público ucraniano onde havia cerca de 20 pessoas e todos nós nos conhecíamos. Depois disso, tivemos um time chamado Monastyrishche e participamos de vários torneios juntos.”

Mais adiante, yXo mencionou que jogadores de equipes como a Natus Vincere, por exemplo, conseguiram ganhar entre US$ 500 mil e US$ 600 mil em stickers. Em seguida, perguntou se esses valores eram realmente possíveis. Woro2k confirmou que os valores são realistas, mas isso ocorre quando a equipe se torna campeã.

“As somas são muito altas e tudo depende da popularidade da sua cápsula. Recebemos uma pequena porcentagem das vendas, cerca de 2% a 2,5%”. comentou Woro2k. “Se você comprar uma cápsula por 100 hryvnias (moeda da Ucrânia), receberemos 2,5 hryvnias. No entanto, o dinheiro também vem dos passes e suvenirs, e as cápsulas não são a principal fonte de receita. Na BLAST Paris, a Monte já ganhou mais de US$ 200.000″, concluiu.

No final do vídeo, eles abordaram um assunto delicado: a questão da tolerância em relação aos jogadores russos no cenário competitivo de CS. Ambos sendo ucranianos, Woro2k expressou sua opinião de que, desde o início da guerra entre os dois países em 24 de fevereiro de 2022, os russos deixaram de existir para ele.

“É muito triste que os esports não tenham uma organização como a FIFA no futebol. Eu realmente gostaria de ver o CS e a internet fechados para cidadãos russos. Isso faria com que eles refletissem e se preocupassem mais. Se eu fosse responsável pelos esportes eletrônicos, bloquearia completamente o acesso deles ao jogo. Ninguém jogaria e tudo ficaria claro. Se não podemos fazê-los desaparecer, precisamos derrotá-los em todos os torneios”, comentou Woro2k.

Vale ressaltar que a guerra começou devido à invasão da Rússia ao território ucraniano. Embora a Valve não tenha proibido que jogadores russos participem dos campeonatos, algumas organizações, como a Virtus.Pro, não foram permitidos que seus jogadores fizessem menções às organizações durante as partidas, como usar camisas ou qualquer referência.

Por exemplo, a FIFA, mencionada por Woro2k, já desclassificou o país e o impediu de participar da Copa do Mundo. A UEFA não está permitindo que os clubes russos joguem os campeonatos continentais, como a UEFA Champions League e a Europa League, e também não está permitindo que a seleção russa participe da Eurocopa. A Riot Games e a Ubisoft cancelaram os campeonatos russos de League of Legends e de Rainbow Six, e a empresa do MOBA removeu o país das competições internacionais, como o MSI e o Worlds.

Capa: Woro2k (direita) e DemQQ (esquerda) durante Blast.tv Paris Major | @brcho_

Leia Mais:

Siga o Portal Counter-Strike no Instagram, TikTok, Twitter e YouTube e fique por dentro de tudo que acontece no universo do game.

Compartilhe:

Recomendado Para Você