venomzera diz que quer estar no ranking dos melhores do mundo e que gostaria de jogar com FalleN e coldzera.

Vislumbrando o futuro: Rumores, mudanças e o caminho para o CS2

Em uma entrevista para Blix.gg, Carlos “Venomzera” Eduardo comenta sobre sua carreira, desde o passado até o presente, onde por muito pouco não se classificou para o último Major de CS:GO da história com a Paquetá.

Com apenas 18 anos, o jogador já tem alguns anos de carreira. Ele começou pela equipe Academy e principal da Bears e-sports, organização do jogador Danilo Avelar, com passagens pelo Corinthians. Antes de chegar à Paquetá em 2022, o jogador ainda passou pela equipe de base da Godsent, a Young Gods, na época em que teve uma lineup de brasileiros.

“Encaro esse projeto como o início da minha carreira. Snowzin me chamou no final de 2021 para fazer parte do time (Young Gods) com ele. Já havia jogado com ele antes desse projeto, e foi muito legal fazer parte dos primeiros passos de sua carreira competitiva. Não pensei duas vezes no convite. Ainda tenho contato com eles, foi muito bom jogar com eles, e fico muito feliz em saber que alguns chegaram ao primeiro escalão do Brasil.”

Foto: Venomzera pelo RMR das Américas | @theMAKKU

No RMR das Américas, por muito pouco não nos classificamos para o Major em Paris. Apesar disso, ficamos à frente de equipes consideradas mais favoritas que a Paquetá, como 00Nation, Imperial, MIBR e Evil Geniuses. E segundo Venomzera, esse feito seria uma homenagem ao irmão que sempre o apoiou e que faleceu no início do ano.

“Foi uma sensação incrível saber que chegamos tão longe sendo azarões. Ninguém esperava que passássemos para a próxima fase. Sabíamos do potencial de nosso time (…). Acabamos cometendo alguns erros contra o Fluxo na partida decisiva, mas acho que fizemos uma bela sequência no RMR”, comentou. “Acredito que se tivéssemos mais experiência em torneios internacionais e LANs, o resultado poderia ser diferente, mas nosso treinamento em Madri foi muito importante.”

Sobre o futuro, com a player break prestes a acontecer, é normal haver transições de jogadores. Há rumores, como Gabriel “Fallen” Toledo na Fúria, por exemplo, além de já ter sido confirmada a saída de Gustavo “yeL” Knittel da Paquetá. Para o restante da temporada, Venomzera diz: “Estamos concluindo os últimos torneios de CS:GO e depois focaremos em uma boa transição para o CS2 e, com sorte, jogar o primeiro CS2 Major.”

E para finalizar, ele comentou que seu maior sonho é “estar no ranking dos melhores jogadores do mundo e, coletivamente, não apenas ganhar um Major, mas também participar dele. Meus ídolos no Brasil são coldzera e FalleN. Acho que eles são a razão pela qual comecei minha carreira, e meu maior apoiador foi meu amigo. Ele me incentivou a jogar cada vez mais. Jogadores com os quais eu adoraria jogar seriam coldzera ou FalleN.”

Capa: Reprodução | Instagram Venomzera

Leia Mais:

Siga o Portal Counter-Strike no Instagram, TikTok, Twitter e YouTube e fique por dentro de tudo que acontece no universo do game.

Compartilhe:

Recomendado Para Você