NikoM, profissional de CS:GO, é banido da Twitch após banimento da Gamers Club e FACEIT por xenofobia contra brasileiro

O argentino chegou a se desculpar com a comunidade brasileira, em seu Twitter

Recentemente, o jogador argentino Nicolas “NikoM” Miozzi foi acusado de proferir ataques xenofóbicos contra um brasileiro durante uma partida de CS:GO em sua transmissão ao vivo na Twitch.

Ele já foi banido da FACEIT Pro League e da Gamers Club, e hoje, dia 23, pela manhã, a conta do jogador foi banida pela plataforma. A informação foi divulgada pelo perfil Streamer Bans, um bot que divulga contas que recebem punições das plataformas de transmissão ao vivo. Normalmente, a Twitch não costuma divulgar a duração dos banimentos nem os motivos específicos, mas provavelmente se deve às denúncias relacionadas às acusações mencionadas anteriormente.

A situação tomou grandes proporções após o vídeo de NikoM ser publicado no Twitter. Nele, o jogador pode ser visto insultando o oponente brasileiro com palavras como “gordo, brasileiro pobre, brasileiro sujo”, entre outras ofensas. Horas depois, começaram a ser publicados outros vídeos com mais ofensas do jogador contra brasileiros.

O argentino tentou se justificar posteriormente, alegando que perdeu a cabeça após os adversários brasileiros começarem a realizar a prática de “ghosting”, que consiste em acessar a transmissão do oponente para obter informações.

“Resumindo, essa pessoa com a qual fiquei bravo, estava assistindo minha transmissão e aproveitando a partida. Ele me provocou, me provocou. É aqui que admito meu erro e peço desculpas, não só a ele, mas à comunidade brasileira por minhas palavras. Embora minha raiva não fosse com este último, talvez pela maneira como me referi a ele de forma depreciativa, poderia ter parecido o contrário”, escreveu.

Capa: NikoM durante WESG 2017  | HLTV

Leia Mais:

Siga o Portal Counter-Strike no Instagram, TikTok, Twitter e YouTube e fique por dentro de tudo que acontece no universo do game.

Compartilhe:

Recomendado Para Você