Jogador que chamou brasileiros de idiotas, volta ao cenário profissional de Counter-Strike

Relembrando as polêmicas de steel e suas rivalidades no cenário brasileiro

O renomado jogador de Counter-Strike, Joshua “steel” Nissan, retornou às competições do jogo após uma passagem pelo VALORANT. No sábado passado, ele participou das primeiras seletivas abertas para a ESEA Pre-Season Circuit 2023: North American Final e garantiu uma das vagas para o torneio de $20 mil. A confirmação dessa notícia veio através de Jonathan “Jonji” Carey, outro membro do icônico elenco da Chaos, que ficou conhecido por suas polêmicas durante os primeiros meses da fatídica “era online” em 2020.

Embora steel não tenha passado da primeira seletiva aberta para o campeonato, a equipe Bad News Bears, formada por ele e Jonji, conseguiu sobreviver à segunda fase, derrotando a Mythic. O elenco também conta com o sul-africano Aran “Sonic” Groesbeek, ex-Extra Salt, que recentemente jogou pela Complexity na IEM Dallas 2023 e BLAST Premier: Spring Finals 2023, além dos norte-americanos Brandon “bew” Roberts e Umar “Umar” Qaiser.

Para quem não conhece ou não se lembra das polêmicas envolvendo steel, ele é conhecido pelos fãs brasileiros de Counter-Strike, principalmente por suas rivalidades com equipes do país. Durante sua passagem pela Chaos, ele entrou em conflito com os brasileiros no início da década, derrotando equipes como FURIA, Yeah, Team oNe e MIBR, e também causando controvérsias com suas declarações. Sua famosa frase “são todos uns idiotas” foi direcionada ao antigo elenco do Made in Brazil, inflamando a torcida brasileira.

As polêmicas envolvendo steel e a torcida brasileira começaram em junho de 2020, após a Chaos derrotar o MIBR durante o cs_summit 6, que serviu como RMR para o cancelado ESL One Rio. Na ocasião, jogadores da equipe brasileira, torcedores, criadores de conteúdo e influenciadores questionaram o time norte-americano sobre supostas práticas de cheats.

Em agosto do mesmo ano, a Chaos provocou o MIBR nas redes sociais, o que gerou uma resposta de Epitácio “TACO” de Melo. A equipe norte-americana descreveu os troféus conquistados por Gabriel “FalleN” Toledo e seus companheiros como “fósseis” e foi chamada de “insignificante” por TACO.

No mesmo mês, steel chamou todos os jogadores do MIBR de “idiotas” em uma entrevista à HLTV.org, acrescentando: “Pessoalmente, penso que eles são todos uns idiotas. Eu tenho trinta anos e passei por muitas coisas do tipo. Recebi ameaças, pessoas falando que iam quebrar meus pulsos ou fazer coisas assim em eventos presenciais. Por exemplo, em uma competição presencial, enfrentei situações desse tipo quando tinha 18 ou 20 anos. Para mim, esses comentários iniciais eram uma espécie de desafio para ver o que eles poderiam provar com os clipes”, disse steel.

Com um prêmio de $20 mil em jogo, a ESEA Pre-Season Circuit 2023: North American Final está programada para acontecer nos dias 30 e 31 de julho.

Capa: steel durante iBUYPOWER Masters 2019 \ HLTV

Leia Mais:

Siga o Portal Counter-Strike no Instagram, TikTok, Twitter e YouTube e fique por dentro de tudo que acontece no universo do game.

Compartilhe:

Recomendado Para Você