CEO da NAVI nega ter pago por jogadores os valores vazados

Especulações sobre valores de contratação de jL e iM geram agitação

Recentemente, a Natus Vincere dispensou os jogadores Denis “electroNic” Sharipov, Ilya “Perfecto” Zalutskiy e Andrey “npl” Kukharsky, e contratou Aleksandr “Aleksib” Virolainen, Justinas “jL” Lekavicius e Mihai “iM” Ivan. Com essa mudança, o elenco da organização foi internacionalizado pela primeira vez, marcando o fim dos jogadores russos na equipe.

Após os anúncios das novas contratações, surgiram informações sobre os valores supostamente pagos pela organização para adquirir os jogadores da Apeks e GamerLegion. De acordo com o META Cybersport, a NAVI teria pago cerca de US$ 1,3 milhão por esses dois jogadores. No entanto, o CEO da organização nega essa informação.

jL e iM durante a IEM Cologne 2023 | @theMAKKU

Segundo o relatório, eles teriam pago aproximadamente US$ 900 mil por iM e US$ 450 mil por jL. Yevhen Zolotarov afirmou ao Dust2.us que os valores divulgados são pelo menos o dobro dos valores reais. Essa informação foi corroborada pela Apeks, já que o contrato do jogador estava prestes a expirar em um mês, o que dificultou a venda por um preço desejado.

Desde a formação do novo elenco, a Natus Vincere participou de dois torneios. No Blast Premier Fall Groups, a equipe se classificou entre as seis equipes para a próxima fase. Já na IEM Cologne, foi eliminada na fase de grupos pela Astralis.

O próximo compromisso marcado na agenda da NAVI será a Gamers8, que ocorrerá em 16 de agosto. A equipe enfrentará a FURIA nesse torneio, que acontecerá em Riad, Arábia Saudita, com formato de eliminação simples, o que significa que quem perder estará fora da competição.

Capa: NaVi durante o media day da Blast Premier Fall 2023 | @theMAKKU

Leia Mais:

Siga o Portal Counter-Strike no Instagram, TikTok, Twitter e YouTube e fique por dentro de tudo que acontece no universo do game.

Compartilhe:

Recomendado Para Você