ACUSAÇÃO SÉRIA! Jogador acusa BLAST de manipular rankings mundiais com circuito de CS:GO

Acusações de Manipulação do Ranking Mundial por Marco “Snappi” Pfeiffer

Com a conclusão do Blast Premier Fall Groups 2023, é comum ver modificações no Ranking da HLTV, inclusive com grandes alterações devido ao alto nível do campeonato. No entanto, ao fazer uma publicação com as mudanças na tabela, a organizadora do campeonato foi acusada por Marco “Snappi” Pfeiffer de “manipular o ranking mundial”.

De acordo com o IGL da ENCE, as competições da BLAST são prejudiciais para o ranking, principalmente porque causam muitas mudanças nas posições. Ele também ressalta que o fato de apenas as equipes parceiras poderem participar das edições da Spring e Fall Groups prejudica as organizações que não fazem parte do grupo de parceiros.

As equipes não-parceiras só têm a chance de participar da fase Finals das etapas Spring e Fall. No entanto, é necessário disputar algumas seletivas para conseguir chegar até o Showdown e disputar uma vaga com outras equipes. Portanto, o caminho para participar das finais de qualquer temporada é longo, demorado e exaustivo.

Esta não é a primeira vez que o Snappi critica esse formato de torneio. Em 2022, após a ENCE se classificar para o Blast Premier Spring Showdown, eles tiveram que vencer dois eventos de classificação apenas para conseguir a vaga, que por si só era uma classificação para o Blast Premier Spring Final 2022. Desde então, o jogador tem feito comentários sobre esse assunto.

Há algum tempo, jogadores e torcedores vêm criticando esse formato de parcerias. Muitos pedem que as vagas entre equipes parceiras e não-parceiras sejam mais equilibradas, dando maiores chances para times de Tier-2. Um exemplo disso é Karol “rallen” Rodowicz, jogador da Into the Breach, que já comentou que é necessário modificar esses formatos para o CS2. “Em torneios com 16 equipes, 15 delas são parceiras da organizadora. Isso é absurdo e está prejudicando os e-sports”, comentou o jogador em entrevista para Dot Esports na época.

Para a alegria geral, Richard Lewis, jornalista, informou que a Valve já pediu para empresas como ESL e BLAST abandonarem o sistema de ligas fechadas. A ideia é criar um circuito mais saudável para as organizações no Counter-Strike 2.

Capa: Snappi durante a IEM Dallas 2023 | @brcho_ 

Leia Mais:

Siga o Portal Counter-Strike no Instagram, TikTok, Twitter e YouTube e fique por dentro de tudo que acontece no universo do game.

Compartilhe:

Recomendado Para Você